Peeling facial: o que é isso e para o que serve?

Existem muitos tratamentos para a pele hoje em dia, mas você sabe para que eles servem?


No post de hoje, iremos explicar para você sobre o peeling facial, quais são os tipos e para o que serve. Vem com a gente!


O que é Peeling facial?


Peeling facial, do termo em inglês “to peel” que significa descascar, é um tratamento estético que tem o objetivo de, por meio da descamação da pele, renovar as células epiteliais e isso acaba trazendo inúmeros benefícios para a pele.


Para o que serve o Peeling Facial?


Ele serve para prevenir o aparecimento de rugas e marcas de expressão; para atenuar manchas e cicatrizes, principalmente de acne; para controlar a oleosidade da pele e amenizar a aparência dos poros, entre outros benefícios, que variam conforme o tipo de peeling feito.


Quais tipos de Peeling existem?


Existem diversos tipos de peelings faciais, e eles variam conforme o método de realização, a camada da pele que atingem e os benefícios que os mesmos trazem para a pele.


Peeling químico:


Existem diversos tipos de peeling químico, que variam conforme o nível de profundidade que atingem na pele.


  • Peeling químico superficial atua removendo a camada mais externa da pele, e é excelente para o clareamento de manchas de acnes e para a atenuação de rugas superficiais.


  • Peeling químico médio atua removendo a camada mais externa e interna da pele, e é excelente para o clareamento de manchas de acnes e para a atenuação de rugas mais profundas.


  • Peeling químico profundo atua removendo as camadas mais internas da pele, e é excelente para o tratamento de peles danificadas pelo sol e com cicatrizes.


Além dos benefícios oferecidos por cada tipo de peeling químico, eles ainda ajudam na redução da oleosidade da pele, no aumento da produção de colágeno e no controle do aparecimento de acnes e cravos.


Alguns exemplos de peelings químicos são o peeling de ácido glicólico, ácido retinóico e de ácido salicílico.


Peeling físico:


O peeling físico é o mais superficial, pois ele atinge apenas a camada mais superficial da pele, induzindo uma descamação leve. E ele pode ser combinado com o uso de peelings químicos também, o que acaba potencializando a sua ação;


Para a realização desse método, utiliza-se cremes abrasivos, lixas ou aparelhos de microdermoabrasão.


Os principais benefícios são o tratamento de cicatrizes superficiais de acnes e alterações da pigmentação da pele causada por melasmas. Além disso, atenua a aparência de rugas finas e superficiais, e auxilia no tratamento e no controle de acnes e cravos.


Alguns exemplos de peeling físico são o peeling de diamante e o peeling de cristal.


Agora que já explicamos sobre o peeling facial e quais são os seus tipos, está na hora de entender também os cuidados que devemos ter após a realização desse procedimento.


Quais são os cuidados após o peeling facial?


Os cuidados com a pele após o peeling facial são muito importantes, e devem ser levados a sério. É essencial seguir as recomendações dadas pelo seu dermatologista.


A recomendação mais importante é o uso do protetor solar e evitar ao máximo expor a área tratada pelo peeling ao sol, a fim de evitar manchas e possíveis complicações.


Além disso, pode-se fazer o uso da água termal, pois a mesma possui a finalidade de acalmar a pele sensibilizada, além de ajudar na hidratação, que é muito importante no pós-peeling.


Gostou da explicação? Espero que as suas dúvidas tenham sido sanadas!


Ah, você sabia que existe uma água termal brasileira de excelente custo benefício? O Meu Bliss! Aproveite para garantir o seu na loja virtual Meu Bliss e cuidar da sua pele pós-peeling :)