Envelhecimento cutâneo: o que é e como prevenir?

A pele é um órgão de proteção e por estar constantemente em contato com o meio externo, acumula todas as ações do ambiente, resultando em mudanças físicas, químicas e mecânicas no seu funcionamento normal. Confira abaixo o que causa o envelhecimento da pele, o maior e mais denso órgão do corpo humano, e descubra como prevenir!


O que é o envelhecimento cutâneo?


O envelhecimento é um processo de degradação progressiva que ocorre em todos os órgãos e na pele não é diferente.


O processo de envelhecimento cutâneo pode ser:


Intrínseco ou cronológico: aquele que surge com a idade influenciado por fatores genéticos; ocorre junto com o envelhecimento de todos os órgãos e depende do tempo. É considerado o envelhecimento natural da pele.


Um dos fatores contribuintes para o envelhecimento intrínseco é a diminuição dos níveis de estrogênio na menopausa, testosterona, cortisol, melatonina, hormônios da tireóide, hormônio do crescimento, insulina e vitamina D.


Essas alterações causam a diminuição da capacidade das células da pele de se regenerar, causam diminuição da espessura, perda da consistência, acarretam em menor número de fibras, perda de colágeno e elastina, perda da cor da pele, perda de cabelos, ressecamento e pele com aspecto de “casca de laranja”.

Extrínseco: aquele que surge devido a fatores externos como o fumo, a poluição, os hábitos de vida (exercício físico, alimentação, consumo de álcool) e em maior proporção, a radiação solar, que chamamos de fotoenvelhecimento.


As áreas da face, pescoço e mãos são as mais expostas e, consequentemente, as que sofrem maior ação da radiação, poluição e outros fatores, apresentando precocemente características de uma pele fotoenvelhecida.


A pele fotoenvelhecida apresenta maior espessura, pigmentação irregular, rugas e áreas com manchas escuras, flacidez e desidratação da pele com aspecto de secura.


Como prevenir o envelhecimento cutâneo?


Ambos processos de envelhecimento causam alterações no interior das células do organismo que levam a manifestações visíveis ao nível da pele, como rugas, alterações na espessura da pele e pigmentações.


Para você prevenir o envelhecimento cutâneo, o ideal é procurar cosméticos e dermocosméticos como cremes, soluções e águas, que apresente ingredientes como:


  • Ácido glicóico: composto extraído de plantas e usado na fabricação de produtos cosméticos. Promove a melhora da microcirculação e auxilia em uma renovação celular mais eficaz, suavizando a pele e funcionando como uma peeling natural.

  • Flavonóides: possuem ação antioxidante, anti-inflamatória e cicatrizante, além de proteger contra a radiação UV. Pode-se encontrar na composição de produtos cosméticos, mas também pode ser consumido no vinho tinto, no chá verde e no cacau.

  • Fitoesteróis: encontrados na soja, estes componentes atuam fazendo compensação hormonal na menopausa e diminuindo seus efeitos na pele, prevenindo a destruição das fibras de elastina.

  • Vitamina A e retinóides: possuem ação antioxidante, despigmentante, normaliza o processo de queratinização e promove aumento da concentração de colágeno. Presente em alimentos alaranjados com a cenoura, o mamão e a abóbora-moranga. Também presente em dermocosméticos.

  • Vitamina E: atua como humectante natural e anti-inflamatório. Está presente em cosméticos e em alimentos como o abacate, ovos e cereais integrais.

  • Vitamina C: é um potente antioxidante. Atua estimulando a renovação da pele, incentivando a produção de colágeno e melhorando a cicatrização e firmeza da pele.

Lembramos que minerais também devem ser incorporados na rotina de cuidados anti-aging:

  • Silício: estimula a síntese de colágeno, melhora o aspecto da pele e as propriedades mecânicas de unhas e cabelos, tal como dureza e brilho. Este mineral está presente em águas termais como o Bliss Mineral Water.

  • Zinco: a deficiência deste mineral causa pele áspera e atraso na cicatrização, característicos do envelhecimento cutâneo. Ele ainda atua na formação do colágeno e no combate aos radicais livres. Está presente em produtos cosméticos, em alimentos como ovos, frutos do mar, nozes e carne vermelha e também pode ser encontrado na água termal em spray Bliss Mineral Water

Por último, para evitar o envelhecimento cutâneo, não podemos esquecer o filtro solar que é o componente mais importante na prevenção do envelhecimento cutâneo. Deve ser usado nos dias de sol e nos dias nublados, pois a emissão de raios UV é diária e constante ao longo do ano.


O FPS deve ser de no mínimo 30 e escolhido de acordo com o tipo de pele, sendo que as peles mais escuras necessitam de menor proteção solar do que as peles claras por possuírem uma proteção natural conferida pela melanina, a proteína que dá cor a pele.


Vale destacar aqui que apenas 20% do envelhecimento da pele é causado por fatores genéticos e pela passagem do tempo.


O restante advém dos nossos hábitos de vida, ou seja, podemos escolher envelhecer bem através dos cuidados com alimentação, exposição ao sol protegida, prática de atividade física e uso de produtos de pele de qualidade.


Esperamos ter ajudado a você a entender mais sobre envelhecimento cutâneo! Se você curtiu o post e as dicas, compartilhe com seus amigos e inscreva-se na nossa newsletter para saber mais sobre cuidados da pele.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo